Área reservada

Esqueceu a sua palavra-passe? clique aqui

Cancelar

Registo de utilizador

Utentes

Registo de utente

Registo exclusivo para utentes das consultas de nutrição Good Diet.

Blog

BEBER ÁGUA COM LIMÃO LOGO AO ACORDAR: SIM OU NÃO?

BEBER ÁGUA COM LIMÃO LOGO AO ACORDAR: SIM OU NÃO?

Beber água com limão é nos dias de hoje uma moda, principalmente para quem ambiciona ser “fitness”. Mas será que se deve beber água com limão logo ao acordar?Beber água com limão traz inúmeros benefícios para a saúde, isto porque além de hidratar, o limão é uma fruta rica em vitamina C, que promove o bom funcionamento do sistema imunitário, é uma excelente fonte de minerais como o fósforo e cálcio que auxiliam na saúde óssea e da pele, bem como proporciona uma desintoxicação natural do organismo.Apesar da água com limão apresentar vários benefícios para a saúde, quando falamos em perda de peso, beber água com limão em jejum, por si só não vai ocorrer perda de peso, isto porque não é uma bebida milagrosa para essa finalidade. Beber água com limão pode sim ajudar no processo de perda de peso, quando aliado a uma alimentação saudável. Os principais benefícios de beber água com limão ao acordar são:Hidratar;Estimular o sistema imunitário;Ter efeito diurético e depurativo;Atuar como antioxidante;Melhorar o processo digestivo;Combater o envelhecimento. Apesar de não fazer mal para a maioria das pessoas, a água com limão, não fornece tudo o que o corpo necessita, além de que pessoas com sensibilidade ao ácido cítrico devem ter cuidado ao ingerir esta mistura. Beber água com limão em jejum sim é uma boa opção, desde que não tenha nenhuma contra indicação para tal. Afirmar que a água com limão em jejum emagrece é um exagero… ainda assim, como esta fruta apresenta diversos benefícios vale sempre a pena incluí-la no dia a dia!

Saber mais

DICAS PARA EVITAR O DESPERDÍCIO ALIMENTAR

DICAS PARA EVITAR O DESPERDÍCIO ALIMENTAR

Segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura), os países industrializados desperdiçam 1,3 mil milhões de toneladas de alimentos por ano, o que seria suficiente para alimentar os cerca de 925 milhões de pessoas que passam fome no mundo.O desperdício alimentar é uma questão grave e que exige atenção de todos, desde a produção ao consumidor. Evitar ou tentar diminuir o desperdício alimentar a cada dia é além de um ato de consciencialização ambiental e de sustentabilidade, uma forma de poupar e cuidar da saúde. Isto porque se usar o máximo de cada alimento entenderá que na própria natureza está o essencial e necessário para viver bem.É considerado desperdício alimentar as perdas que ocorrem em qualquer uma das fases da cadeia alimentar, seja na produção ou no consumo e, que implicam que os produtos não cumpram o propósito para o qual foram produzidos – consumidos.O combate ao desperdício alimentar deverá ser uma preocupação de todos, pelo que propomos que comece já, com algumas dicas:Comprar apenas aquilo que necessita;Organizar a sua despensa e frigorífico;Planear as refeições e os produtos que vai usar;Evitar fazer compras quando tiver fome ou pressa;Congelar excedentes de comida;Ser criativo com as sobras;Aproveitar os alimentos na íntegra;Acondicionar os alimentos corretamente;Compreender os vários tipos de validade. A contribuição para diminuir o desperdício alimentar está nos seus atos, por isso comece por adaptar as suas rotinas e hábitos. Será um benefício não só para a sua carteira, mas também para a sua saúde.Consciencialize-se deste problema e faça parte da solução!

Saber mais

A IMPORTÂNCIA E OS BENEFÍCIOS DA HIDRATAÇÃO

A IMPORTÂNCIA E OS BENEFÍCIOS DA HIDRATAÇÃO

Bebida vital por excelência, a água é o constituinte maioritário no nosso corpo cerca de 50-75%. Como o corpo não produz este elemento, é necessário repor as quantidades adequadas de água para que o organismo funcione regularmente, processo ao qual chamamos de hidratação. A água é essencial ao organismo, porque permite o transporte de nutrientes (vitaminas, minerais, oxigénio,…); regula da temperatura corporal; elimina resíduos através da urina; regula o normal funcionamento do sistema cardiovascular, digestivo e respiratório. Além disso, a água contribuiu de uma forma indireta para diminuir a sensação de fome; regular o consumo de nutrientes mais calóricos (açúcares, gorduras saturadas,…); melhorar o funcionamento do intestino e hidratar, substituindo bebidas açucarada ou alcoólicas.As recomendações do consumo de água, para adultos são de 1,5 a 2,5 litros, sendo que esta quantidade varia de acordo com o peso de cada pessoa e fatores externos. É adequado aumentar a ingestão de água nos seguintes casos: exercício físico intenso, situações de doença com febre, vómitos e/ou diarreias, temperatura ambiente elevada.Para uma correta hidratação a água na sua forma natural deve ser a opção, ainda assim existem alimentos ricos em água e outras bebidas como águas com sabor e sumos de fruta que podem contribuir para o volume total de líquidos. Beber água não tem de ser um sacrifício desta forma siga as nossas dicas:Chá/infusão (sem adição de açúcar);Água aromatizada, com pedaços de fruta ou especiarias e ervas aromáticas;Ingerir de gelatina (sem adição de açúcar);Consumir fruta e legumes com maior teor em água;Ingerir sopa rica em legumes. A desidratação poderá ter diversas consequências, aumentando a morbilidade e a mortalidade entre as pessoas. Por isso, não se esqueça de beber água com frequência!

Saber mais

COMO AUMENTAR A IMUNIDADE: NUTRIÇÃO E SUPLEMENTAÇÃO

COMO AUMENTAR A IMUNIDADE: NUTRIÇÃO E SUPLEMENTAÇÃO

A imunidade é a proteção que o nosso organismo apresenta na presença de agentes desconhecidos (vírus e/ou bactérias) de forma a manter o organismo em equilíbrio. Além de vírus e bactérias há outras situações ao qual o organismo está exposto diariamente, poluição do ar e solos e a descida de temperatura que se começa a fazer sentir nesta época do ano podem agravar a imunidade. Um estilo de vida saudável, com inclusão de alimentos ricos em vitaminas C e E, selénio, zinco, probióticos, ácido fólico e ómega 3, são fundamentais para que o sistema imunitário funcione corretamente, uma vez que favorecem a produção de células de defesa de uma forma eficiente. Exemplos de alimentos para aumentar a imunidade são:- Vitamina C: laranja, kiwi, limão, tangerina, toranja, limão, morango, brócolos, espinafres;- Vitamina E: amêndoa, amendoim, avelã, sementes de girassol, gérmen de trigo;- Selénio: gema de ovo, sementes de girassol, frango, castanha do pará;- Zinco: cereais integrais, leguminosas (feijão, grão, ervilhas), carne, castanha;- Probióticos: Kefir, iogurte natural;- Ácido fólico: fígado, lentilhas, brócolos, espinafres, beterraba;- Ómega 3: peixes gordos (sardinha, cavala, salmão), linhaça, nozes, azeite. Um reforço do sistema imunitário exige um consumo regular e com quantidades adequadas destes alimentos ao longo do ano e não apenas quando o organismo se encontra doente. Sempre que a alimentação não seja suficiente para repor todos estes nutrientes deve ser complementada com suplementação adequada e ajustada a cada pessoa.Para uma adequada imunidade é ainda importante olhar a outros fatores, nomeadamente: ter um peso saudável, evitar açúcares e farinhas refinadas, boa ingestão de água, praticar exercício físico regula e, não ter hábitos tabágicos e alcoólicos. De forma a reforçar o sistema imunitário, pensámos numa receita que tem os nutrientes certos para a imunidade. Smoothie para Reforçar a Imunidade:Ingredientes:150 ml de Bebida vegetal de amêndoa1 Laranja½ Cenoura1 Fatia de beterraba1 Lasca de gengibre1 Colher de café de melCanela q.b.Preparação:- Lave e corte os ingredientes.- Triture todos os ingredientes até obter uma consistência homogénea e fluida.

Saber mais

MARMITAS SAUDÁVEIS PARA LEVAR PARA O TRABALHO

MARMITAS SAUDÁVEIS PARA LEVAR PARA O TRABALHO

Para quem deseja manter uma alimentação saudável ou se está a fazer uma dieta de emagrecimento, uma das dificuldades do dia-a-dia é o facto de não conseguir fazer algumas refeições em casa para obter uma alimentação adequada às suas necessidades.Porém, nos dias de hoje, cada vez mais se assiste a uma moda – “marmitar” – preparar as refeições, numa marmita, para que possa levar alimentos saudáveis e equilibrados à sua dieta para o trabalho, escola/faculdade ou outro local. Este hábito é um sucesso desde que proceda ao seu planeamento, desta forma poupará tempo, saúde e até refeições mais económicas.Dicas para organizar a marmita:- Usar a quantidade indicada, ou seja, o que normalmente costuma servir no prato;- Ter presente todos os grupos de alimentos, sem nunca esquecer os vegetas;- Elaborar confeções mais equilibradas e saudáveis;- Usar um saco térmico ou geleira para melhor conservação;. Sugestões de snacks para colocar na marmita:- Iogurte com sementes e/ou aveia;- Fruta;- Frutos secos;- Palitos de vegetais (cenoura, beterraba, pepino) ou tomate cherry;- Gelatina AllPura;- Barritas AllPura. Sugestões de almoços para colocar na marmita:- Sopa de legumes;- Salteado de legumes com peito de peru;- Omelete de atum e espinafres;- Salada de vegetais, quinoa e salmão fumado;- Risoto de primavera. Preparar a sua própria marmita é a melhor maneira de garantir uma alimentação saudável pois sabe exatamente o que está a comer sem prejuízo para a dieta e nem para a saúde.

Saber mais

DIETA MEDITERRÂNICA, UM ESTILO DE VIDA!

DIETA MEDITERRÂNICA, UM ESTILO DE VIDA!

A dieta mediterrânica começou a ser descrita no século XX, nos anos 50/60, na Grécia e sul de Itália, sendo marcada por alimentação equilibrada e sustentável e pautada pela diversidade.Nos dias de hoje, esta dieta é considerada a melhor não só no tratamento da perda de peso mas sobretudo na prevenção de imensas patologias (crónicas, degenerativas, cardiovasculares, …)  e diversos estudos confirmam.O reconhecimento da Dieta Mediterrânica desde 4 de Dezembro de 2013 reforça, juntamente com a evidência científica já existente, que se trata de um modelo cultural, histórico e de saúde. É também considerada pela UNESCO, FAO e OMS como uma dieta sustentável, amiga do ambiente, equilibrada e protetora dos ecossistemas e da herança genética. A dieta mediterrânica em Portugal define-se em 10 princípios:- Frugalidade e cozinha simples que tem na sua base preparados que protegem os nutrientes, como as sopas, os cozidos, os ensopados e as caldeiradas;- Elevado consumo de produtos vegetais em detrimento do consumo de alimentos de origem animal, nomeadamente de produtos hortícolas, fruta, pão de qualidade e cereais pouco refinados, leguminosas secas e frescas, frutos secos e oleaginosos;- Consumo de produtos vegetais produzidos localmente, frescos e da época;- Consumo de azeite como principal fonte de gordura;- Consumo moderado de lacticínios;- Utilização de ervas aromáticas para temperar em detrimento do sal;- Consumo frequente de pescado e baixo de carnes vermelhas;- Consumo baixo a moderado de vinho e apenas nas refeições principais;- Água como principal bebida ao longo do dia;- Convívio e partilha à volta da mesa. Desta forma a dieta mediterrânica inclui todos os alimentos que constam na roda dos alimentos portuguesa e sempre que possível da época e frescos. Ainda assim não exclui alimentos deixando apenas como recomendação de uma forma ocasional alimentos mais ricos em açúcar, sal e gorduras trans. O Serviço de Nutrição da Good Diet tem como base um estilo de vida equilibrado, sustentado na Dieta Mediterrânica com o objetivo de proporcionar um estilo de vida saudável.

Saber mais