Área reservada

Esqueceu a sua palavra-passe? clique aqui

Cancelar

Registo de utilizador

Utentes

Registo de utente

Registo exclusivo para utentes das consultas de nutrição Good Diet.

Blog

Como resistir aos doces?

Como resistir aos doces?

Seguramente já ouviu dizer que “comer é um dos prazeres da vida”… Certo é que comer, vai além do prazer, sendo uma necessidade, uma vez que os alimentos são o combustível para o nosso organismo.  A alimentação não deve ser restrita ao ponto de se privar totalmente do que mais gosta, contudo é importante controlar-se e fazer dos "excessos" situações pontuais. Adotar uma alimentação equilibrada e saudável poderá ser a solução para não fazer uma restrição alimentar severa. Este tipo de alimentação não é sinónimo de pratos sem sabor, aliás a diversidade é uma regra para que possa ter todos os nutrientes necessários para o organismo. Para conseguir resistir aos doces ficam algumas dicas simples:- Faça refeições intermédias: ficar muitas horas sem comer pode levar a que na refeição seguinte se coma mais e se escolham alimentos mais calóricos. - Escove os dentes: após as refeições deve escovar sempre os dentes. Pelas razões de higiene óbvias, mas porque este hábito leva a que a vontade de doces diminua ou desapareça. - Fique longe dos doces: nos locais onde habitualmente passa mais tempo, tente que os doces estejam fora do alcance da visão ou simplesmente não os tenha. - Ingira água: o consumo de água regular, dá uma sensação de estômago preenchido e é um regulador do organismo. - Coma lentamente: comer devagar durante as refeições e saborear os alimentos é a melhor estratégia para diminuir a sensação de fome, pois a informação de saciedade leva alguns segundos a chegar ao cérebro. - Consuma proteína: a proteína aumenta a saciedade, ajudando a resistir aos doces e outros alimentos menos ricos nutricionalmente. - Pratique exercício físico: o exercício físico está associado à libertação de serotonina (hormona responsável pela sensação de bem-estar) que é comum ao do consumo de doces. Além disso, diminui o estado de stress e de ansiedade que consecutivamente leva a uma menor compulsão alimentar. A estratégia não é cortar por completo os doces, mas sim, diminuir o consumo numa fase inicial e de uma forma gradual, para conseguir resultados a longo prazo. Poderá optar também por definir o dia da “asneira” (cheat meal) onde consome o seu doce preferido.

Saber mais

Alongamentos no treino, tudo o que deve saber

Alongamentos no treino, tudo o que deve saber

Os alongamentos são exercícios fundamentais que devem integrar todos os tipos de treino. Deverão ser feitos consoante o tipo de atividade que pretendemos realizar e de acordo com os nossos objetivos. De uma forma geral, os alongamentos servem para diminuir a tonicidade do músculo e a tensão, bem como evitar o estímulo neuromuscular e aumentar a sensação de bem-estar e relaxamento.Mas afinal… quais os alongamentos que devemos fazer? Em que altura do treino? Que tipo de alongamentos? Deverão existir alongamentos diferentes no início e no final de uma sessão de treino.ALONGAMENTOS DINÂMICOSNa fase de aquecimento devemos optar por exercícios de alongamento dinâmicos. Os alongamentos dinâmicos preparam o corpo, de uma forma gradual, para o exercício físico mais vigoroso, aumentam a circulação sanguínea e a frequência cardíaca, ativam o sistema nervoso, disponibilizam o organismo para maiores amplitudes articulares e melhoram a força muscular.   ALONGAMENTOS ESTÁTICOSOs alongamentos estáticos devem integrar a fase final do treino. Estes promovem o relaxamento muscular, diminuindo a ativação do sistema nervoso e desenvolvendo uma sensação de calma e bem-estar. Minimizam ainda o risco de encurtamento do músculo-tendão associados, evitando ou diminuindo posteriormente as dores musculares. Assim, os alongamentos devem ser feitos antes e após o treino, pois músculos encurtados e tensos limitam a amplitude dos movimentos, afetam a postura e, em certos casos, pode mesmo gerar desconfortos físicos.A intensidade dos alongamentos varia consoante a idade ou condição física. Uma pessoa sedentária deverá começar com exercícios mais leves e mantendo numa posição estática por períodos mais curtos de tempo (de preferência não ultrapassar os 30 segundos). Indivíduos mais experientes, poderão realizá-los com mais intensidade, insistindo até aproximadamente 60 segundos.O alongamento é uma atividade simples de ser realizada, pode ser feito em qualquer lugar (ginásio, espaços livre, domicílio e etc…). Se nunca fez alongamentos, numa fase inicial, deverá estar acompanhada por um profissional qualificado.

Saber mais

Vantagens de treinar com um Personal Trainer

Vantagens de treinar com um Personal Trainer

O treino personalizado é um conceito que se tem vindo a implantar fortemente nos últimos anos. Com a ajuda de um personal trainer é possível ter um treino à medida, mais motivador e com resultados mais rápidos. O treino em dupla tem de ser encarado com muita seriedade por ambas as partes - aluno e personal trainer - de forma a poder ser a melhor solução para o aluno, criando motivação e foco no objectivo.   TESTEMUNHO EM PRIMEIRA MÃODe acordo com a generalidade dos meus alunos, treinar com um PT proporciona um aumento das suas capacidades físicas e momentos divertidos de fuga ao quotidiano e ao stress do dia-a-dia. Mas para sermos bem sucedidos, é importante que ambos partilhem de uma aptidão física e objetivos muito semelhantes entre si. OS DESAFIOS- Manter a concentração: um dos maiores desafios é manter a concentração no treino, que muitas vezes é atraiçoada pela conversa entre PT e aluno, desvirtuando assim todo o processo de treino.- As individualidades do aluno: o ritmo individual de aprendizagem, assim como a particularidade de cada metabolismo. A errada execução técnica dos exercícios, por exemplo, pode por em causa todo o rendimento, contribuindo para uma diferenciação gradual entre a dupla, gerando assim grandes constrangimentos.- Conciliação de horários: encontrar o horário adequado para treinar e mantê-lo, nos dias de hoje, também poderá ser uma tarefa desafiante. O EXERCÍCIO E A SAÚDEO exercício físico, associado a uma nutrição equilibrada, pode, não só reforçar o nosso sistema imunitário, como garantir uma resposta mais robusta, na eventualidade de sermos infetados com Covid-19.Na atual situação em que vivemos, onde a liberdade para treinar não é como antes, o treino em casa poderá e deverá ser uma resposta efetiva, não só para o bem-estar físico mas também para uma melhoria do estado emocional e psíquico. Treinar em casa com o seu companheiro (a) poderá ser uma realidade a adotar, mesmo nestas condições, assistidos pelo vosso Personal Trainer de um modo virtual. O importante é não parar !!!

Saber mais

Alimentos afrodisíacos, apimente a sua relação!

Alimentos afrodisíacos, apimente a sua relação!

Alimentos afrodisíacos contêm nutrientes com propriedades estimulantes, que promovem a produção de hormonas sexuais, melhorando a libido e sensação de bem-estar, aumentando assim o apetite sexual de homens e mulheres. Os alimentos afrodisíacos podem ser consumidos individualmente ou adicionados a refeições do dia-a-dia. Se procura apimentar a sua relação, experimente estas sugestões:- Chocolate (rico em cacau): o cacau contem feniltilamina que produz dopamina, no cérebro bem como aumenta a produção de serotonina, hormona responsável pelas sensações de prazer e felicidade;- Morango: rico em vitamina C e potássio, melhora a circulação sanguínea e consequentemente o funcionamento sexual. A combinação do morango com o chocolate torna estes dois alimentos a junção perfeita;- Pimenta (malagueta): o composto químico (capsaicina) presente nas malaguetas, leva a uma melhor circulação sanguínea, a pimenta aumenta a temperatura corporal, e acelera os batimentos cardíacos;- Mel: rico em vitamina B, ajuda na produção de hormonas sexuais, aumentando assim o desejo;- Frutos Oleaginosos (amêndoa, amendoim): a amêndoa é rica em selénio, zinco e vitamina E, aumentando assim a produção de hormonas que estimulam o desejo sexual. O amendoim é rico em vitamina E, aumenta também o apetite sexual e aumenta a energia;- Gengibre: rico em potássio e magnésio, nutrientes que aumentam o fluxo sanguíneo, estimulando o desejo;- Aveia: aumenta o nível de testosterona e do aminoácido L-arginina, aumentando o desejo. Todos estes alimentos devem ser consumidos em maior quantidade para quem quer estimular o apetite sexual, ainda que não exista uma quantidade ideal. Para comemorar este Dia de S. Valentim, deixamos ainda uma sugestão de receita para um pequeno-almoço ou snack a dois:SMOOTHIE AFRODISÍACOIngredientes150 ml de bebida de aveia8 Morangos1 Lasca fina de gengibre;1 Pitada de pimenta caeina;1 Colher de chá de mel. Preparação:Prepare todos os ingredientes e coloque numa liquidificadora. Triture bem até ter uma mistura bem homogénea. Feliz Dia de São Valentim!

Saber mais

4 dicas para acelerar a recuperação muscular

4 dicas para acelerar a recuperação muscular

Quando se inicia uma rotina de treino, é normal sentir-se mais cansado, pois é um processo de adaptação do corpo. Para que este ocorra com uma boa adaptação, é importante haver períodos de descanso, para que as dores dêem lugar à sensação de bem-estar físico. Para quem já pratica regularmente exercício físico, esta regra também se aplica, pois o “excesso de treino” (overtraining) leva à estagnação ou decréscimo da performance desportiva, uma vez que não há tempo de recuperar o músculo. A recuperação e o repouso são parte integrante de qualquer programa de treino, para superar a fadiga muscular. Fique com 4 dicas que vão ajudar a acelerar a recuperação muscular:Alimentação: um dos pilares fundamentais na recuperação física e prevenção de lesões é uma alimentação saudável e equilibrada, onde a variedade de nutrientes são essenciais para o organismo. Manter uma dieta rica em proteína, hidratos de carbono, bem como vitaminas e minerais são importantes para repor as reservas energéticas, bem como evitar a degradação do músculo.Planear dias de repouso e de recuperação: para evitar a sobrecarga de treino, é essencial contemplar intervalos maiores entres treinos (podendo ter de chegar a 2 dias de intervalo) e planear treinos de recuperação. Optar por treinos ligeiros, Pilates ou Yoga permitem uma recuperação mais eficientes.Hidratação: em todas as fases de treino a hidratação é importante. Uma quantidade reduzida de água pode afetar o músculo, podendo levar a uma propensão de caibras e lesões. Para evitar estes episódios é importante hidratar-se seja com água ou bebidas desportivas, antes, durante e após o treino, assim evita a agressão ao músculo.Dormir: insónias, noites mal dormidas ou mesmo ciclos de sono desregulados podem aumentar a fadiga muscular, bem como a propensão para lesões. Para uma boa recuperação do organismo é importante ter um sono regular. Quando este não aparecer, seja por insónia ou stress, pode optar por usar suplementos com melatonina e passiflora para facilitar o descanso. Alem destas dicas, é importante não descurar o período pós-treino, pois é considerado fundamental para uma boa recuperação muscular e reposição de nutrientes.

Saber mais

Alimentos termogénicos: aliados na perda de peso

Alimentos termogénicos: aliados na perda de peso

Emagrecer de forma saudável é reduzir o volume de gordura das células adiposas do corpo, tornando-o mais definido. A prática de atividade física regular é fundamental para conseguir queimar gordura corporal, mas alguns alimentos também podem atuar como aliados na batalha. Alimentos termogénicos são alimentos que têm a capacidade de aumentar a temperatura corporal, através do aumento do metabolismo basal. Isto é, aceleram o metabolismo de modo a que este gaste mais energia a repor valores normais de temperatura.Estes alimentos contêm normalmente compostos como catequinas, capsaicina, efedrina ou cafeína que são propriedades termogénicas comprovadas, ajudando na queima de gordura. Então podemos considerar os seguintes alimentos como termogénicos:- Pimenta;- Café;- Chá verde;- Gengibre;- Canela. Além destes alimentos termogénicos podemos considerar a proteína um nutriente termogénico, pois de todos os macronutrientes esta apresenta um efeito térmico mais elevado, logo obriga o nosso organismo a gastar mais energia na sua metabolização, levando assim ao gasto de gordura acumulada. Este macronutriente é também importante na perda de peso, pois ajuda na manutenção e/ou aumento da massa muscular, além disso melhora a sensação de saciedade.Uma alimentação equilibrada aliada á pratica regular de exercício físico continuam a ser o fator mais importante na perda de peso, aesar destes alimentos serem uma ajuda na perda de peso quando consumidos diariamente. Procure uma nutricionista Good Diet e obtenha um plano alimentar personalizado, que lhe permite emagrecer e queimar gordura com saúde. 

Saber mais