Área reservada

Esqueceu a sua palavra-passe? clique aqui

Cancelar

Registo de utilizador

Utentes

Registo de utente

Registo exclusivo para utentes das consultas de nutrição Good Diet.

Blog

7 Dicas para preparar o corpo de verão

7 Dicas para preparar o corpo de verão

A preparação para o tão desejado “corpo de verão”, deveria ser o ano inteiro através de uma alimentação saudável aliada à prática regular de exercício físico e descanso. Mas a verdade é que só com a chegada do calor e com o aproximar das férias é que a maioria sente vontade repentina de alterar hábitos de uma forma abrupta para atingir resultados rápidos. Mas esta opção não é de todo a mais correta pois pode levar ao desenvolvimento de certas patologias. Além disso, um corpo perfeito vai além de uma bonita silhueta, é necessário um corpo saudável!Mesmo que o tempo pareça insuficiente para conseguir o corpo desejado para o verão, todas as mudanças que possa colocar já em prática vão ser importantes para reduzir peso, gordura indesejada, e aumentar a autoconfiança e saúde!Desta forma, no fim deste processo, em vez de ter o corpo perfeito para o verão, terá um corpo saudável que deverá manter ao longo de todo o ano! Mas, para que isso aconteça, deve começar por fazer mudanças nos hábitos e estilos de vida. Nós ajudamos com algumas dicas:1 - Alimentação saudável: não faça a dieta de uma amiga só porque com ela funcionou, pois consigo pode não resultar. Procure a ajuda de um profissional qualificado como um Nutricionista e faça uma alimentação adequada às suas necessidades e gostos;2 - Não restrinja demasiado: o facto de se restringir apenas a alimentos com baixo teor de gordura ou hidratos de carbono vai fazer com que perca nutrientes essenciais;3 - Praticar exercício físico: a falta de tempo não pode continuar a ser desculpa para não treinar! Organize o seu dia e guarde, no mínimo, 30 minutos por dia para praticar algum tipo de exercício físico;4 - Hidrate-se bem: ingira pelo menos 1,5L de água por dia. Evite os refrigerantes e o álcool em demasia, pois são ricos em calorias e açúcar;5 - Coma devagar e mastigue bem: é mais fácil comer em excesso quando estamos distraídos com algo, como a ver televisão por exemplo. Tente comer de forma relaxada, sem distracções e devagar, pois é uma forma mais eficaz de comer menos;6 - Evite os snacks embalados e refeições pré-cozinhadas;7 - Aprenda a ler os rótulos: esteja atento às calorias, gordura, açúcar e fibra.  Estas são apenas algumas dicas que podem ajudar de forma eficaz a lidar com a dificuldade na perda de peso. Ainda assim, aconselhamos a procura de um profissional qualificado. A Good Diet pode ajudar: procure-nos numa farmácia perto de si.

Saber mais

5 Dicas para começar a treinar

5 Dicas para começar a treinar

Fazer exercício físico é sem dúvida uma das coisas mais importantes quando queremos ter um estilo de vida mais saudável. Isso, aliado a uma boa alimentação, é meio caminho andado para o sucesso. Sabemos que não é fácil começar a praticar desporto, se nunca o fez antes… Por isso, aqui ficam 5 dicas chave para começar a treinar e não desistir. É preciso ter calma, mas também é preciso esforço e, claro, deixar a preguiça de lado. 1. ESCOLHA UMA ATIVIDADE QUE LHE DÊ PRAZERNem toda a gente gosta de fazer musculação ou correr… E nem temos que gostar todos do mesmo. Há imensas ativiades e soluções disponíveis hoje em dia, com ginásios, piscinas municipais, boxes de crossfit… O importante é perceber o que o motiva e começar por algum lado. 2. NÃO TREINE SOZINHOArranjar companhia é uma forma de nos mantermos motivados e de tentarmos ir mais longe. É bem mais divertido e, acima de tudo, criamos um compromisso com outra pessoa. É muito mais desafiante e a vontade para provar que conseguimos é maior. 3. TRAÇE METASNão criar uma meta é como começar uma viagem sem destino, correndo o risco de voltar para trás ou ficar a meio do caminho. Por isso, seja qual for o seu obejtovo - perder peso, tonificar, ganhar massa muscular, etc - o que importa é traçar uma meta e que seja atingível. 4. PROCURE AJUDA PROFISSIONALUm principiante não deve começar a treinar sozinho, porque não conhece as posturas e os resultados de determinados movimentos ou exercícios, como um Personal Trainer (PT). Um treino desadequado pode estar na origem de lesões ou de um esforço sem resultados. Por isso é muito importante consultar um especialista da área. 5. DEFINA UM HORÁRIO E CUMPRA-O!Um truque para não adiar os treinos é encará-los como reuniões de trabalho. Frequentar aulas de grupo por exemplo, é uma exelente forma de cumprir com os horários e não falhar aos treinos. Marque na agenda os dias e horas com mais disponibilidade e organize-se para não falhar.

Saber mais

Dicas para uma alimentação mais saudável

Dicas para uma alimentação mais saudável

A Organização Mundial de Saúde instituiu o dia Mundial da saúde (7 de Abril), com o principal objetivo de elucidar a população sobre a importância da proteção da saúde para manutenção de uma melhor qualidade de vida. No dia-a-dia, assistimos a um crescente aumento de pessoas com doenças como: obesidade, diabetes, cancro, hipertensão arterial, entre outras. E o facto de não apresentarmos uma patologia, não significa que estejamos 100% saudáveis.Um dos principais fatores responsáveis pelo aparecimento das doenças da “moda”, é uma alimentação desequilibrada, fator pela qual se deva apostar nela como prevenção. Além disso, para um bem-estar físico e mental é fundamental juntar ainda uma prática de exercício físico regular e um sono reparador.Fazer uma seleção adequada de alimentos saudáveis possibilita, não só a prevenção do aparecimento de doenças, como também fortalecer o organismo. E no nosso quotidiano conseguimos fazer escolhas que nos promovem saúde. Experimente por em prática as seguintes dicas:- Consumir alimentos dos vários grupos da roda dos alimentos de forma a obter nutrientes diferentes; - Eliminar bebidas açucaradas, snacks embalados e refeições pré cozinhadas; - Evitar gorduras saturadas da alimentação e optar por gorduras saudáveis (azeite, óleo de coco) em quantidades adequadas; - Trocar o sal por especiarias e ervas aromáticas, bem como o açúcar por adoçantes naturais (stevia, agave); - Beber 1,5L de água por dia de modo a haver uma regulação correta do organismo - Aprender a ler os rótulos: estar atento às calorias, gordura, açúcar e fibra; - Diminuir o consumo de hidratos de carbono em detrimento da proteína. Para ter saúde e uma melhor qualidade de vida, não basta só uma boa alimentação e exercício físico! Aprenda a relaxar, descansar e ser feliz!

Saber mais

Dicas para uma boa Hidratação

Dicas para uma boa Hidratação

Fundamental para toda a existência, a água, é o principal constituinte do corpo humano (aproximadamente 60-75%), e a sua falta inviabiliza a vida. A quantidade de água no organismo humano varia nas diferentes faixas etárias, verificando-se uma diminuição à medida que a idade avança. O PAPEL DA ÁGUA NO ORGANISMO- É a componente estrutural das células, quando estas perdem água, consequentemente perdem forma e a sua função. É na água que ocorrem todas as reações químicas do organismo, sendo um meio de transporte de nutrientes e substâncias. - É coadjuvante da absorção de vitaminas e de sais minerais. - Participa em reações metabólicas e elimina as toxinas, através da urina - É essencial para os processos fisiológicos de digestão e absorção. - Faz a manutenção da temperatura corporal. Recomenda-se o consumo de água, para adultos, de 1,5 a 2,5 litros por dia, variando com o peso de cada pessoa e fatores externos. Deve existir um reforço no seu consumo quando se verifica um dos seguintes pontos: exercício físico intenso, situações de doença com febre, vómitos e/ou diarreias, temperatura ambiente elevada. Quando não se verifica um consumo adequado de água, poderá ocorrer desidratação. Esta ocorre quando o corpo humano perde mais água do que repõe, não havendo água suficiente para executar as funções normais. A desidratação poderá ter inúmeras consequências, aumentando a morbilidade e a mortalidade. DICAS PARA BEBER MAIS ÁGUAPara facilitar o consumo de água no dia-a-dia, seguem algumas dicas para aumentar a sua ingestão de uma forma natural:- Beber chá/infusão (sem adição de açúcar) – poderá optar por um chá tradicional (camomila, chá verde, erva príncipe, tília) ou infusão com aroma frutado (frutos vermelhos, maçã e canela, menta); - Água aromatizada (com fruta natural) – acrescentar pedaços de fruta da época consoante o gosto (limão, laranja, morangos), hortícolas (pepino, cenoura) ou especiarias e ervas aromáticas (canela, hortelã); - Comer sopa – ao introduzir sopa de legumes, além de ter uma refeição equilibrada, estará a ingerir uma grande quantidade água. - Comer gelatina (sem adição de açúcar) – para além de ser um snack ou sobremesa saudável, tem presente uma boa quantidade de água; - Ingerir fruta e legumes – optar por frutas ricas em água (melancia, laranja, ananás/abacaxi) e legumes ricos em água (alface, abobora, pepino); Um estilo de vida saudável, depende não só da alimentação, mas também da quantidade de água que ingerimos no dia-a-dia. Por isso, não se esqueça: mantenha-se hidratado, sempre!

Saber mais

4 dicas para acelerar a recuperação muscular

4 dicas para acelerar a recuperação muscular

Quando se inicia uma rotina de treino, é normal sentir-se mais cansado, pois é um processo de adaptação do corpo. Para que este ocorra com uma boa adaptação, é importante haver períodos de descanso, para que as dores dêem lugar à sensação de bem-estar físico. Para quem já pratica regularmente exercício físico, esta regra também se aplica, pois o “excesso de treino” (overtraining) leva à estagnação ou decréscimo da performance desportiva, uma vez que não há tempo de recuperar o músculo. A recuperação e o repouso são parte integrante de qualquer programa de treino, para superar a fadiga muscular. Fique com 4 dicas que vão ajudar a acelerar a recuperação muscular:Alimentação: um dos pilares fundamentais na recuperação física e prevenção de lesões é uma alimentação saudável e equilibrada, onde a variedade de nutrientes são essenciais para o organismo. Manter uma dieta rica em proteína, hidratos de carbono, bem como vitaminas e minerais são importantes para repor as reservas energéticas, bem como evitar a degradação do músculo.Planear dias de repouso e de recuperação: para evitar a sobrecarga de treino, é essencial contemplar intervalos maiores entres treinos (podendo ter de chegar a 2 dias de intervalo) e planear treinos de recuperação. Optar por treinos ligeiros, Pilates ou Yoga permitem uma recuperação mais eficientes.Hidratação: em todas as fases de treino a hidratação é importante. Uma quantidade reduzida de água pode afetar o músculo, podendo levar a uma propensão de caibras e lesões. Para evitar estes episódios é importante hidratar-se seja com água ou bebidas desportivas, antes, durante e após o treino, assim evita a agressão ao músculo.Dormir: insónias, noites mal dormidas ou mesmo ciclos de sono desregulados podem aumentar a fadiga muscular, bem como a propensão para lesões. Para uma boa recuperação do organismo é importante ter um sono regular. Quando este não aparecer, seja por insónia ou stress, pode optar por usar suplementos com melatonina e passiflora para facilitar o descanso. Alem destas dicas, é importante não descurar o período pós-treino, pois é considerado fundamental para uma boa recuperação muscular e reposição de nutrientes.

Saber mais